– Em construção –

“Não podemos mais nos dar ao luxo de considerarmos os jogos como algo separado de nossas próprias vidas reais e de nosso trabalho real. Isso não seria apenas um desperdício do potencial deles para fazer o bem de fato – será simplesmente falso. […] Se nos comprometermos com a exploração do poder dos jogos para produzir a verdadeira felicidade e a verdadeira mudança, então uma realidade melhor será mais do que provável – será possível. E, nesse caso, nosso futuro juntos será absolutamente extraordinário”

– Jane McGonigal